terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

1981.11.09 - Frankfurt, Germany (Alte Oper Frankfurt)

 Mais um bootleg excelente! Uma ótima gravação e a minha preferida de 1981, mesmo não sendo um show completo.

 Perto do fim da tour de 1981 o Kraftwerk fazia um show mais rápido... dinâmico... com sets bem rápidos, a introdução da faixa Metropolis (uma das minhas musicas preferidas) e uma versão de It's More Fun to Compute + Home Computer no fim do show... muito bom!


Capa do Bootleg com essa gravação
"Alte Oper Frankfurt"

 Pra quem quiser ouvir pelo youtube pode acessar a minha conta. Segue um dos videos: 

metropolis
Faixas:

1 - Intro/Nummern
2 - Computerwelt
3 - Metropolis
4 - Das Model
5 Radioactivitaet
6 - Computerliebe
7 - Autobahn
8 - Neonlicht
9 - Mitternacht/Schaufensterpuppen
10 - Trans Europa Express
11 - Taschenrechner
12 - Die Roboter
13 - Home Computer

_______________________________________________
Baixou ou Gostou do Post? Comente!

1981.09.13 - Koseinenkin Kaikan Hall, Nagoya, Japan (Oriental Computer)

 O segundo live que tenho disponível do Kraftwerk em sua turnê pelo Japão e com, também, qualidade excelente. Não é um show completo, mas diferente do anterior tem a versão de Pocket Calculator em Japonês... muito bom!


Capa do Bootleg onde essa gravação foi lançada
"Oriental Computer"

Faixas:

1 - Pre-Show Sounds/Intro/Numbers (09:23)
2 - Computer World (05:03)
3 - The Model (03:32)
4 - Geiger Counter/Radioactivity (05:36)
5 - Showroom Dummies (05:18)
6 - Trans Europe Express (09:27)
7 - Pocket Calculator/Dentaku (09:55)
8 - The Robots (08:08)
9 - It's More Fun to Compute (07:37)

[download]
_______________________________________________
Baixou ou Gostou do Post? Comente!

Mini Calculateur / Dentaku

 Um pequeno arquivo com as versões de Pocket Calculator em francês e japonês, os seus respectivos EPS são essas faixas e a versão em Inglês ou Alemão.


Capa do EP de Mini Calculator

 Diz-se que o Kraftwerk pra fazer músicas em outras línguas contratava e/ou simplesmente eram conhecidos que davam a ideia de lançar singles em outras línguas... atitude que acabou tendo certa notoriedade. 

 Junto com Showroom Dummies, Pocket Calculator é a obra com maior quantidade de versões, existindo também em italiano, polonês, russo, etc... A maioria cantadas ao vivo quando conveniente (shows nos respectivos países).

Faixas:

1 - Dentaku (04:56)
2 - Mini Calculateur (04:59)
_____________________________________________
Baixou ou Gostou do Post? Comente!

domingo, 19 de fevereiro de 2012

1981.09.07 - Nakano Sun Plaza, Tokyo, Japan (Virtu ex Machina)

 Em uma época que quase todo artista que se prese teria de fazer um show no Japão, com o Kraftwerk não seria diferente. Em sua tour pela Europa "esticaram" para a terra do sol nascente e fizeram uma "mini" turnê. Esse é um dos dois registros que possuo ambos não são shows completos pois foram editados para serem lançados como bootlegs de CD único, esse chama-se "Virtu Ex Machina".


Capa do bootleg "Virtu ex Machina"

 Esse, gravado em uma excelente qualidade como na maioria dos registros de 1981. Vale ouvir.
      
 Não se percebe a versão de "pocket calculator" em japonês pela sua edição, mas no próximo post mesmo com cortes fizeram a gentileza de colocar "dentaku". Ainda bem... 

 No inicio desse registro é percebido como introdução uma peça de Walter (Wendy) Carlos do filme "Laranja Mecânica" o primeiro filme gravado com trilha sonora em eletrônico, as trilhas desse filme eram obras de artistas consagrados, no caso é uma de Beethoven.

PS: só lembrando que o primeiro filme gravado em eletrônico foi Forbidden Planet. A trilha de Laranja Mecânica foi, sem dúvidas, um sucesso, mas a primeira trilha completamente eletrônica foi feita um pouco antes.

Faixas:

1 - Intro [Beethoven](01:59)
2 - Numbers (01:10)
3 - Computer World (05:10)
4 - Computer Love (05:35)
5 - Home Computer (04:48)
6 - Neon Lights (08:14)
7 - Autobahn (17:35)
8 - Showroom Dummies (05:34)
9 - Trans Europe Express (09:17)
10 - The Robots (07:04)
11 - It's More Fun to Compute (08:01)
_____________________________________________
Baixou ou Gostou do Post? Comente!

sábado, 18 de fevereiro de 2012

1981.07.06 - Captain Video, Paris, France (Computers in Love)

 Uma ótima gravação digna de bootleg em disco chamado "Computers in Love". E como uma apresentação em Paris, são reproduzidas faixas em sua lingua: Les Mannequins e Mini Calculator.


       
 Diz-se que essa gravação foi feita atrás da mesa de som, e que poderia ter sido ajudada até pelos próprios técnicos, mas incertezas a parte o registro é ótimo!

1 - Intro/Numbers (04:50)
2 - Computer World (05:15)
3 - Home Computer (05:45)
4 - Computer Love (05:44)
5 - The Model (04:04)
6 - Neon Lights (07:41)
7 - Radioactivity (06:04)
8 - Stimme der Energy (06:10)
9 - Autobahn (17:41)
10 - The Hall of Mirrors (05:13)
11 - Mitternacht/Les Mannequins (06:45)
12 - Trans Europe Express (09:55)
13 - Mini Calculator (06:28)
14 - The Robots (06:42)
15 - It's More Fun to Compute (07:54)

[download]
_________________________________________________
Baixou ou gostou do post? Comente!

1981.07.03 - Hammersmith Odeon, London, UK

 Mais um dos lives de 1981 em Londres. Boa gravação e essa é a primeira completa, sem edições muito consideráveis e a faixa "It's More Fun to Compute" no fim do show. Ocorre um erro também em Autobahn, a musica volta alguns minutos e repete, nada que uma edição (pra quem sabe) não possa resolver.

 Ficam algumas fotos de update (07/09/2015) desse excelente show. As fontes encontram-se com as próprias.

 Algumas dessas faixas foram parar em bootlegs como o "Den Atelier" de 2002.

 Continuo achando esse, sem dúvida, um dos melhores registros da época!



Faixas:

1 - Intro/Numbers/Computer World (10:17)
2 - Computer Love (05:49)
3 - Home Computer (05:19)
4 - The Model (03:59)
5 - Neon Lights (08:08)
6 - Radioactivity (06:14)
7 - The Voice of Energy (03:57)
8 - Ohm Sweet Ohm (04:37)
9 - Autobahn (20:20)
10 - Hall of Mirrors (05:26)
11 - Mitternacht (01:36)
12 - Showroom Dummies (05:36)
13 - Trans-Europe Express (09:57)
14 - Pocket Calculator (09:21)
15 - The Robots (07:44)
16 - It's More Fun to Compute (09:41)

__________________________________________________
Baixou ou gostou do post? Comente!

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Anunciado Shows e Exposição em Nova Iorque

 Hoje em torno das 19 horas (horário de Brasilia) o Kraftwerk postou na sua PÁGINA OFICIAL no facebook e pelo TWITTER, que fará uma exposição de 8 dias (um para cada álbum) no MoMA: Museu de Arte Moderna... de Nova Iorque.

 Em cada um dos dias será apresentado uma performance de show em 3D com "composições [...] adaptadas especificamente para essa exposição". Fiquei em duvida, me pareceu pelo texto que eles reproduzirão a cada dia um álbum, mas acho improvável, é esperar pra ver.


Página do MoMA sobre a exposição denominada de 
"Kraftwerk - Retrospective 1 2 3 4 5 6 7 8"

 A exposição relembra o conceito de "pinturas de som" criado nos anos 70 pelo Kraftwerk e todas suas "contribuições históricas [...] e influência contemporânea no som global e cultura da imagem".
 Os shows/exposições acontecem entre os dias 10 à 17 de Abril. Mais informações no site do MoMA (em inglês).

Update(22/02/12): Observando diversos veículos de mídia e revendo a página do MoMA parece que realmente o Kraftwerk reproduzirá todos os álbuns um a cada dia e um show com as "composições adaptadas".

Opinião: mesmo que o Kraftwerk se interesse bem pelas artes, e isso é maravilhoso, acho que existe algo a mais nessa passagem pelo EUA, mas só o tempo pode dizer, tomara que apareça algo de bom.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

1981.06.12 - München, Germany (Tbon Pabothnk)

 Um bootleg com uma ótima qualidade e como um show na Alemanha, todas as musicas que existe a possibilidade de serem tocadas na língua natal, são reproduzidas...


Capa do CD (ou disco) lançado como bootleg
"Tbon Pabothnk"

 Infelizmente a gravação acabou antes da última música do concerto ser reproduzida (novamente It's More Fun To Compute), mas de qualquer é um ótimo registro...

Faixas:

1 - Intro/Numbers (05:11)
2 - Computer World (05:21)
3 - Computer Love (05:41)
4 - Home Computer (04:57)
5 - The Model (03:47)
6 - Neon Lights (07:32)
7 - Geinger Counter/Radio-Activity (07:38)
8 - Ohm Sweet Ohm (05:21)
9 - Autobahn (14:35)
10 - Trans-Europe Express (09:09)
11 - The Hall of Mirrors (05:00)
12 - Showroom Dummies (07:06)
13 - Pocket Calculator (07:13)
14 - The Robots (05:40)

Observação: mesmo com os títulos em inglês as musicas se encontram em língua alemã (como já mencionei) e algumas músicas, também, se encontram na ordem errada da playlist de shows de 1981.
_____________________________________________________________
Baixou ou gostou do post? Comente!

domingo, 12 de fevereiro de 2012

1981.05.19 - Apollo Theatre, Firenze, Italy (Hyper Cerebral Machine)

 Começando uma sequência de lives de 1981 o primeiro por ordem cronológica é esse... ao vivo na Itália onde é reproduzida "Showroom Dummies" em Francês (Les Mannequins). Essa gravação foi lançada como bootleg com o nome "Hyper Cerebral Machine" e infelizmente não foi gravada a última faixa: uma versão de It's More Fun to Compute.


Capa do Bootleg "Hyper Cerebral Machine"

Faixas:

1 - Intro/Numbers (04:52)
2 - Computer World (05:37)
3 - Computer Love (07:18)
4 - Home Computer (05:48)
5 - The Model (02:49)
6 - Neon Lights (09:28)
7 - Geinger Counter (01:31)
8 - Radioactivity (04:25)
9 - The Voice of Energy (02:45)
10 - Trans Europe Express (10:20)
11 - The Hall of Mirrors (03:57)
12 - Les Mannequins (06:52)
13 - Pocket Calculator (05:42)
14 - The Robots (07:24)

[download]
___________________________________________
Baixou ou gostou? Comente!

Computer World

 Fala-se que essa época fora o auge do grupo, com esse álbum e uma tour excepcional, criativa e revolucionária. Computer World fala sobre o surgimento dos computadores populares na sociedade: o "Home Computer". A produção desse álbum foi rápida, algo de bem menos de 6 meses, mas pergunta-se o porquê toda a demora (81 - 78 = 3 anos). A primeira classe de "Home Computers" fora lançada em 77.

 Em algumas entrevistas conta-se que o grupo imaginou um método mais simples e rápido de transportar aparelhagem para fazer apresentações. Então observaram que utilização de computadores poderia ser bem útil e com um árduo trabalho de 3 anos e ajuda de alguns engenheiros (de computação inclusive, criando emuladores de som) unindo em um único "sistema" diversos sintetizadores/sequênciadores e até computadores (?) criando assim o "estúdio portátil", palco de seus shows até 1998 (com óbvias modificações tecnológicas). Tudo era criado e tocado no mesmo lugar com a qualidade original. Detalhe que em mono, para que não fosse valorizado somente quem estava no centro da plateia.

Capa da versão em Alemão

 Uma história interessante rodeia esse álbum: certa vez quando o dono da gravadora recebera o disco lacrado e chamou todos os diretores para ouvir mais uma obra do Kraftwerk, com certeza eles gostavam muito, quando eles abrem observam um bilhete dentro com os dizeres: "desculpem, o álbum só daqui a 6 meses". Talvez por terem enorme notoriedade, não foram demitidos.

 Pocket Calculator foi produzida com uma autêntica calculadora comprada por Florian no Natal de 1980 e um instrumento chamado Stylophone, inventado em 1967 onde se usa uma caneta para tocar (observar VIDEO). O single, lançado posteriormente a "Computer Love", teve um vídeo, e foi lançado em diversas línguas, até mesmo Japonês, sendo sucesso e "forçando-os" a fazer uma turnê no extremo oriente. 

 O single de "Computer Love" em 81, como já mencionei em outro post, teve grande sucesso chegando ao primeiro lugar nas paradas inglesas... mas pelo seu Lado B: The Model.

 "It's More Fun to Compute" é um trocadilho com uma mensagem deixada em antigos pinballs dos EUA e a dita paixão do país norte-americano por competições: "It's More Fun to Compete"  

 Nota-se também algumas diferenças de mixagem entre a versão inglês e alemão, perceptíveis para mim principalmente em Computer Love, onde em torno do primeiro minuto a voz não é ouvida em um dos canais e volta logo após, talvez tenha sido um erro, talvez não... em Computerliebe não ocorre isso.
       
Faixas (Versão Inglês):
       
1 - Computer World (05:07) 
2 - Pocket Calculator (04:56)
3 - Numbers (03:20)
4 - Computer World 2 (03:24)
5 - Computer Love (07:19)
6 - Home Computer (06:20)
7 - It's More Fun To Compute (04:17)

Faixas (Versão Alemã):

1 - Computerwelt (05:07)
2 Taschenrechner (04:56)
3 Nummern (03:20)
4 Computerwelt 2 (03:24)
5 - Computerliebe (07:19)
6 Heimcomputer (06:20)
7 It's More Fun to Compute (04:17)

________________________________________________
Baixou ou Gostou do Post? Comente!

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

The Man-Machine

 Completando a chamada trilogia que formou o Kraftwerk e marcou o mundo da musica agora apresento-lhes o The Man Machine. Esse álbum tivera sem sombra de duvidas o maior sucesso do grupo dos anos 70: The Model, que chegou ao primeiro lugar nas paradas inglesas... mas só 4 anos depois, em 1981, quando foi relançado em um lado B de um single. 

 O disco marca a identidade robótica do grupo, afirmando categoricamente: "estamos aqui para lhes servir" em The Robots. Desde então eles levam a sério tal identidade, quase nunca dão entrevistas e quando falam para TV não amostram seus rostos, utilizam robôs pois "eles têm mais paciência perante as pessoas para tirar fotos" (Ralf).

       
 A capa, causou polêmica (talvez por isso a versão para fora da Alemanha e da França tenha sido em preto e branco) pois diziam que a cor vermelho bem chamativo remetia ao fascismo, e ainda por serem alemães. Digamos que a influência possa somente ter sido visual, inspirado em um artista Russo (Judeu) chamado Lissitzky. [Santo Wikipédia ajuda essas horas (risos)]

 Karl Bartos tem uma maior participação nesse álbum, ele co-escreveu The Model e é creditado como co-autor de todas as músicas.

Faixas (Versão Inglês):

1 - The Robots (06:13)
2 - Spacelab (05:57)
3 - Metropolis (06:01)
4 - The Model (03:40)
5 - Neon Lights (08:52)
6 - The Man Machine (05:28)


Faixas (Versão Alemão)

1 - Die Roboter (06:13)
2 - Spacelab (05:57) 
3 - Metropolis (06:01)
4 - Das Model (03:40)
5 - Neonlicht (08:52)
6 - Die Mensh Maschine (05:28)

[download]
___________________________________________________
Baixou ou gostou do post? Comente!

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Trans-Europe Express

 O que dizer sobre o Trans-Europe Express? Simplesmente o pilar central da trilogia dos discos que formaram a identidade musical do Kraftwerk e com certeza um dos mais influentes discos da musica eletrônica.

 O álbum que iria se chamar Europe Endless para mim não mudou muito seu conceito original: falar sobre a Europa, e a sociedade europeia (incluindo o próprio grupo e grandes figuras do continente). O que mudou foi a faixa título, uma ideia do colaborador Paul Alessandrini. Essa pessoa no qual não tenho muita informação deu a sugestão de relacionar o antigo expresso de trem europeu com musica eletrônica do grupo, uma ideia excelente. Assim nasceu o Trans-Europe Express. 

       
 Desde Radio-Activity praticamente nada do chamado Krautrock se mantinha no grupo, que estava criando um conceito próprio bem mais sério (não que o que chamavam de Krautrock não fosse) e exigente com a qualidade do que se estava produzindo (não que não houvesse exigência antes, depois do sucessos de Autobahn e Radio-Activity algumas coisas teriam de mudar), tanto que em TEE percebe-se um forte minimalismo em suas musicas, mas sem perder a simplicidade das composições. Chegou-se até que parte da produção ter sido feita nos Estados Unidos, com melhor tecnologia. Mas mesmo com um som mais exigente, ele ficou mais abrangente... pop mesmo. Sendo um grande sucesso em diversos países, mesmo que algum tempo depois.

 Quanto a tecnologia, toda ela em eletrônico, admitiu mais um sequenciador, assim permitindo composições mais elaboradas bem perceptíveis.

 Muitas histórias interessantes rodeiam esse disco em suas faixas: 

- Trans-Europe Express por exemplo iria admitir um verdadeiro som se um trem em movimento, mas Ralf e Florian acharam pouco dançante e modificou um pouco (pode ser ouvida em bootlegs de 1976);

- Eles consideram The Hall Of Mirrors uma obra auto-biografia;

- Ralf confessou em uma entrevista que Showroom Dummies fora escrita em alguns minutos num "insight" que teve dentro de uma boate;

- Como a grande maioria sabe, nessa época Ralf e Florian conheceram Iggy Pop e David Bowie (homenageados em TEE e grandes fãs do trabalho do Kraft). Nessa época Ralf confessou seu querer em fazer um trabalho com Bowie, mas infelizente nunca foi muito longe disso;

- A versão em alemão teve uma faixa a mais chamada Abzug que na verdade é a parte final de Metal on Metal com uma edição. Na versão remasterizada de 2009 em ambas as línguas existe essa faixa.

Faixas (Versão Inglês):

1 - Europe Endless (09:35)
2 - The Hall Of Mirrors (07:49)
3 - Showroom Dummies (06:08)
4 - Trans-Europe Express (06:52)
5 - Metal on Metal (06:38)
6 - Franz Schubert (04:26)
7 - Endless Endless (00:54)


Faixas (Versão Alemão):

1 - Europa Endlos (09:37)
2 - Spiegelsaal (07:52)
3 - Schaufensterpuppen (06:12)
4 - Trans Europa Express (06:36)
5 - Metall Auf Metall (01:46)
6 - Abzug (05:13)
7 - Franz Schubert (04:26)
8 - Endlos Endlos (00:44)

OBS: diz-se também que fora lançada uma versão em francês, com a musica "Les Mannequins" (Showroom Dummies) mas algo com certeza muito raro. Logo irei postar essa versão, que saiu em alguns bootlegs ou até em outros singles.
_______________________________________________
Gostou do post ou baixou? Comente!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...