sábado, 6 de junho de 2015

Diário #4: Syro, Mercado e Decepções

[ALERTA DE POST GIGANTE]  

 Olá, colegas...

Passei o mês de Maio batido e DIVERSOS shows novos foram marcados. Irei começar pela parte decepcionante, mesmo que o título do post seja sobre (de novo) o álbum do Aphex Twin. Ele tem sido uma constante essas semanas sem shows do Kraftwerk.

 Voltando, dezenas de shows, como vocês sabem, foram marcados. Pensei em incluir no blog uma espécie de calendário, mas não consegui pensar numa forma interessante de fazer isso... então é recorrer sempre ao site dos caras. 

 Então, o que torna algo como DEZENAS de shows decepcionantes? Duas simples notícias: a primeira, a definição do Sónar Festival SP (São Paulo), com datas de 24 até 28 de Novembro. Até então nada do Kraftwerk estava marcado para esse período: havia uma esperança!

olha o anúncio...

 Cerca de uma semana depois veio a má notícia: o grupo marcou shows para praticamente todo Novembro e boa parte de dezembro... as esperanças se foram. Caso algum de vocês ainda não tenha visto, é só dar zoom.

 Porque tanta decepção? O Brasil é um país onde temos leis bizarras, algumas até são boas ideias, e na área cultural não é diferente. Se você não é daqui e tem um pouco de curiosidade para saber como funciona o mercado de shows (ou mercado cultural em geral), conheça a (atualmente) bizarra Lei Rouanet e como as pessoas meu pais, conhecido pela corrupção, conseguiram fazer com ela. Ao menos o atual ministro da cultura quer "abrir fogo" contra tudo isso...

 Um outro exemplo mais antigo e curioso foi quando uma cantora baiana "conseguiu" 1,3 milhões de reais (R$ 1.300.000,00) para criação de um... blog. Para você meu amigo que não lê em português, isso equivale a mais de quatrocentos mil dólares ($ 400.000,00). Acho que vou entrar com uma dessas também... (risos)

convenhamos... é show pra caramba!

 Ainda há um outro problema tão grave quanto. O "gosto médio" do brasileiro está de péssimo para tenebroso, o mercado acompanha isso. Isso se reflete em uma cantora que "consegue" mais de cinco milhões para seus shows com uma lei que deveria "incentivar" a cultura. Quem conhece minimamente eletrônico aqui é graduado em música (e, muitas vezes, pós-graduado... verdadeiros acadêmicos no assunto), jornalistas, colecionadores de vinil ou desbravadores preguiçosos (ou ocupados) como eu. São poucos como o diretor/comandante do (excelente) programa "Oscilations Radio Show" que patrocinam o bom (e a história do) eletrônico em nosso país. Existe o mercado dos DJs, o mercado de raves e shows "Trance" (com boa parte dos frequentadores que desconhece nomes como Tangerine Dream ou mesmo Jean Michel Jarre). Ainda temos dois "fenômenos" como o Funk, elogioado pelo próprio Hütter e o... Technobrega. Esse último merece um post único e um esforço astronômico para explicar a todos que não leem esse blog em minha língua.

 Por fim, temos os grandes festivais aos quais apelido de... farofa (DJs) e exemplos fora da curva como o Sónar, que é mainstream e patrocina o bom eletrônico e/ou experimental. É nesse contexto que tento ver o Kraftwerk em meu país, e quando não ocorre em um festival como esse é decepcionante. Num contexto onde o Sónar SP 2013 foi cancelado por falta de patrocínio.

 Bom... resta a esperança para 2016. Ano que vem já irá fazer quatro anos sem uma visita da banda no Brasil. Se contar as últimas visitas o período encontra-se na média.

 Aliás, devo deixar claro que quase todo tempo em frente ao computador, não entendo tão bem sobre mercado cultural nem daqui, nem de fora daqui... são apenas... impressões. Não me xingue se eu estiver errado. Comente algo amigável e vamos todos aprender!

[OKAY VAMOS FALAR DE COISAS BOAS!]


  Siiiiiiiiiiiim, amigos (leia aqui um "yeeeeees") eu consegui uma PROEZA essas últimas semanas para aliviar a "dor" da impossibilidade de ver o Kraftwerk em meu país. Duas boas almas conseguiram importar o Syro em VINIL e eu COMPREI UM EXEMPLAR!!!

 Sim, tenho um exemplar do Syro. São 03 vinis lindos em uma capa completamente branca e cartão de acesso a conteúdo online. Eu devo dizer que estou feliz com isso e que quase entrei em falência (risos).

 Parte a parte:

I - 03 LPS;
II - Capa branca com o que parece ter sido todos os custos descritos;
III - Cartão verde com senha de acesso a conteúdo online;
IV - Contra capa do último disco com descrição dos mais de CEM instrumentos utilizados.

(bem que poderia ter um adesivo, mas isso é bobagem)  

 Fora um pequeno chiado em XMAS_EVET10 (justamente minha música preferida), me dar esse presente foi a melhor coisa desde que comprei meu toca-discos.

 A luta agora será para permitir compras internacionais no meu cartão de crédito e adquirir o "The Inevitabe End". O álbum sensacional (e último lançado dessa forma) do Röyksopp.

 Bom, peço desculpas pelo longo post. Mas como não poderia deixar de ser... deixo uma música:
 
ela foi tocada em Roskilde 97'

 Lembrando ao colega desocupado que acompanha o Aphex Twin que ele não "sumiu", ele mudou o link do soundcloud para user18081971 (a data de seu nascimento).

 Isso é tudo. Obrigado por acompanhar! Em breve postarei mais 03 shows no blog! Aguardem!
_______________________________________________________
Gostou? Comente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...